Pecadores Inocentes

home / ask me / archive / theme / 175 dias de desafio musical / tears for fears



Novos caminhos.

Queridos amigos, que por tanto tempo me acompanharam!

Hoje encerro minha fase de pecadora inocente. Percebo que esse tumblr está um pouco diferente do meu eu de hoje, com o qual não me identifico mais. Passei momentos ótimos aqui, partilhei emoções e conheci pessoas com um coração imenso, e uma mente aberta para o mundo… Mas hoje percebi que estou voltada para outros elementos, outras formas de expressão, outras maneiras de espalhar as palavras pelo mundo. Que esta página permaneça como uma boa lembrança do meu passado, tanto para mim, quanto para vocês.

Aos que se interessarem, estou migrando para uma nova página, um pouco diferente desta, onde posto algumas coisas do meu pensamento, numa página que considero extremamente pessoal. A escrevo principalmente de mim, para mim. São minhas memórias, meus dias, meus pensamentos. Mas é claro que todos são bem vindos ao meu cantinho também. Estarei agora cultivando meu pequeno jardim de rosas anis. Quem quiser conhecer um pouco desse perfume, siga-me! Nós estaremos muito felizes com sua visita. 

- Rosa Anil -

Nos vemos em breve!

Débora


posted 1 year ago || 2 notes

Lembrança de morrer.

Quando em meu peito rebentar-se a fibra,
Que o espírito enlaça à dor vivente,
Não derramem por mim nenhuma lágrima
Em pálpebra demente.

E nem desfolhem na matéria impura
A flor do vale que adormece ao vento:
Não quero que uma nota de alegria
Se cale por meu triste passamento.

Eu deixo a vida como deixa o tédio
Do deserto, o poento caminheiro,
… Como as horas de um longo pesadelo
Que se desfaz ao dobre de um sineiro;

Como o desterro de minh’alma errante,
Onde fogo insensato a consumia:
Só levo uma saudade… é desses tempos
Que amorosa ilusão embelecia.

Só levo uma saudade… é dessas sombras
Que eu sentia velar nas noites minhas…
De ti, ó minha mãe, pobre coitada,
Que por minha tristeza te definhas!

De meu pai… de meus únicos amigos,
Pouco - bem poucos… e que não zombavam
Quando, em noites de febre endoudecido,
Minhas pálidas crenças duvidavam.

Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
Se um suspiro nos seios treme ainda,
É pela virgem que sonhei… que nunca
Aos lábios me encostou a face linda!

Só tu à mocidade sonhadora
Do pálido poeta deste flores…
Se viveu, foi por ti! e de esperança
De na vida gozar de teus amores.

Beijarei a verdade santa e nua,
Verei cristalizar-se o sonho amigo…
Ó minha virgem dos errantes sonhos,
Filha do céu, eu vou amar contigo!

Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
Foi poeta - sonhou - e amou na vida.

Sombras do vale, noites da montanha
Que minha alma cantou e amava tanto,
Protegei o meu corpo abandonado,
E no silêncio derramai-lhe canto!

Mas quando preludia ave d’aurora
E quando à meia-noite o céu repousa,
Arvoredos do bosque, abri os ramos…
Deixai a lua pratear-me a lousa!

Álvares de Azevedo


e existe poema mais lindo que este? eu respondo, é claro que não.


175 dias de desafio musical.

                                                


Não farei barulho algum, esconderei minha dor.
Fecharei meus olhos, não reclamarei.
Mentirei tudo de novo e assumirei a responsabilidade, e tentarei contar a mim mesmo que estou vivendo.

E quando tudo estiver dito ou feito, para onde irei? Para onde correrei?
O que restou de mim ou de qualquer um quando nós negamos a mágoa?

posted 1 year ago || 4 notes

EU NAMORARIA COMIGO SÓ PELO GOSTO MUSICAL MARAVILHOSO QUE EU TENHO.
(via lovemigs)
posted 1 year ago || 7 notes

Todas as noites eu perdia o sono pedindo em silêncio para que pelo menos por algumas horas, estivesse com vocês. Ali, na minha frente, só pra mim. Como se fosse uma prova de que tudo aquilo que cantei durante anos, existisse mesmo e fosse realidade…
… E naquela noite de 06 de Outubro, em meio a mais de 7.500 pessoas, eu sei que vocês estavam só comigo, e com mais ninguém.

Todas as noites eu perdia o sono pedindo em silêncio para que pelo menos por algumas horas, estivesse com vocês. Ali, na minha frente, só pra mim. Como se fosse uma prova de que tudo aquilo que cantei durante anos, existisse mesmo e fosse realidade…

… E naquela noite de 06 de Outubro, em meio a mais de 7.500 pessoas, eu sei que vocês estavam só comigo, e com mais ninguém.

posted 2 years ago || 2 notes

Eu quero é ele. Ele, ele, ele. É que não tem ninguém igual. É que não vai ter sentimento igual. É que não vai ter outra pessoa que seja assim, tão única, tão perfeita, tão, tão… sabe? Não vai ter, eu sei.
Clarissa Corrêa.

(Source: quesejadoce-sempre, via spotlees)

posted 2 years ago || 50,514 notes

"Não sei porque dividimos de forma lógica o tempo, se o que marca a gente de verdade, são só momentos."

"Não sei porque dividimos de forma lógica o tempo, se o que marca a gente de verdade, são só momentos."

posted 2 years ago || 3 notes

Sabeis o que é a poesia?

— Meio cento de palavras sonoras e vãs que um pugilo de homens pálidos entende, uma escada de sons e harmonias que aquelas almas loucas parecem idéias e lhes despertam ilusões como a lua às sombras. Isto no que se chama os poetas. Agora, no ideal, na mulher, o ressaibo do último romance, o delírio e a paixão da última heroína de novela, e o presente incerto e vago de um gozo místico, pelo qual a virgem morre de volúpia, sem saber por quê…

Álvares de Azevedo
Noite na Taverna
posted 2 years ago || 64 notes